quinta-feira, 30 de maio de 2013

A escultura das estrelas reformadas



(Ciência 2.0) Os astrónomos assinalaram recentemente duas estrelas "aposentadas" no centro desta bela nebulosa, que adotaram a escultura como passatempo!

Quando as pessoas se reformam muitas vezes arranjam um novo hobby para preencher o tempo, como desenhar ou pescar. Os astrónomos assinalaram recentemente duas estrelas "aposentadas" (chamadas de anãs brancas) no centro desta bela nebulosa, que adotaram a escultura como passatempo! Os jatos de cores vermelhas de material libertado de ambos os lados desta nebulosa estão a ser torcidos com formas curvilíneas em S pela dança entre as duas estrelas envelhecidas.

Quando uma estrela como o Sol, queimou todo o seu combustível, começa a colapsar para o interior. O material no núcleo da estrela acaba firmemente esmagado formando uma pesada pequena bola que é chamada de estrela anã branca. A estrela também perde as suas camadas exteriores de gás, que flutuam fora no espaço. O gás cria uma nebulosa planetária — belas nuvens à volta das anãs brancas, como a ilustrada nesta nova foto.

Não é frequente os astrónomos encontram duas anãs brancas, orbitando entre si no que os astrónomos chamam um sistema "binário". É ainda mais estranho que elas estejam tão próximas! Os astrónomos pensavam que estrelas num sistema binário de anãs brancas levavam dezenas de anos para completar uma órbita em torno uma da outra, mas estas duas levam pouco mais de um dia!

Como estas duas estrelas "dançam" em torno uma da outra, o seu movimento afeta o comportamento dos jatos, levando-os a torcerem-se para estas formas de S. Os astrónomos passaram muitos anos a tentar saber como estes jatos foram criados e agora finalmente descobriram!

Curiosidade: Um pedaço de uma anã branca do tamanho de um cubo de açúcar pesaria aproximadamente o mesmo que um hipopótamo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário