quarta-feira, 26 de junho de 2013

A Vida Secreta das Estrelas

(Fundação Planetário) Como funciona uma estrela? Ou, uma pergunta anterior a essa, o que são as estrelas?

Estrelas são grandes bolas de plasma. O plasma pode ser considerado o quarto estado da matéria. Todo mundo conhece da escola os três estados da matéria (sólido, líquido e gasoso). Mas pouca gente sabe que são cinco, na verdade. Quando aquecemos um sólido, ele derrete e vira líquido. Se continuarmos aquecendo este material, o líquido evapora e vira gás. Se a temperatura continuar subindo, as moléculas do gás vão desorganizar, o material vai se ionizar e teremos um plasma. É disso que as estrelas são feitas.

O núcleo da estrela é muito denso e compacto; suas camadas externas são etéreas, diáfanas. A grande quantidade de matéria que compõe uma estrela é mantida coesa devido à força da gravidade. Esta força quer, em última análise, que tudo fique concentrado no centro do objeto. Mas à medida que essa concentração é provocada pela gravidade, as regiões mais internas vão sendo espremidas cada vez mais. Isso aumenta a pressão e, por tabela, a temperatura. Passado um determinado limite, o núcleo da estrela fica tão quente que passa a fazer a fusão do hidrogênio. Isto gera uma quantidade absurda de energia. E a tendência é o material explodir pra todos os lados!

A vida da estrela é um grande cabo-de-guerra. A gravidade quer jogar tudo pra dentro; as explosões nucleares internas querem jogar tudo pra fora. Enquanto estas forças estiverem em equilíbrio, a estrela não sofrerá nenhuma mudança brusca em seu estágio evolutivo.

Mas a fusão nuclear consome a matéria da estrela. Eventualmente, o combustível que alimenta esse processo acaba. Quando cessa a força que aponta pra fora, sobre somente a gravidade, que aponta pra dentro. A estrela começa a desabar sobre si mesma, em um colapso que a levará ao seu próximo estágio de evolução. Quanto maior a massa da estrela, maior o colapso e mais intensas são as transformações (e mais rápidas também). Estrelas de muita massa vivem pouco.

E como as estrelas nascem? Nascem a partir de grandes nuvens de gás, ricas em hidrogênio. Genericamente conhecidas como “nebulosas de formação”, algumas delas ganharam o apelido carinhoso de “piscinas”. São verdadeiros reservatórios de combustível estelar. Uma dessas piscinas gigantescas acaba de ser descoberta em nossa galáxia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário