sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

A mais bizarra estrela do Universo


(Cesar Baima - O Globo) De volta da folga de fim de ano, trago a notícia da descoberta da mais bizarra estrela do Universo: uma gigante vermelha com uma estrela de nêutrons superdensa em seu centro. Conhecido como objetos de Thorne-Zytkow, este tipo de estrela foi proposto em teoria há quase 40 anos, mas nunca havia sido detectado. Agora, porém, a astrônoma Emily Levesque, da Universidade do Colorado, afirma ter encontrado uma com a assinatura química que seria característica destas estrelas na Pequena Nuvem de Magalhães, galáxia satélite da Via Láctea. Segundo ela, o objeto é rico em lítio, rubídio e molibdênio, elementos que seriam fruto dos incomuns caminhos de fusão nuclear necessários para que estas estrelas consigam se sustentar. Ainda não se sabe, porém, como estes objetos podem se formar. Uma das teorias mais aceitas é a de um sistema binário onde uma gigante vermelha comum inche o bastante de forma que acabe por envolver uma estrela de nêutrons que seja sua companheira, algo como uma nuvem engolir uma bigorna, imagem que só deixa a ideia da existência deste objeto ainda mais estranha...

Um comentário:

  1. Para aprofundar o assunto: http://adsabs.harvard.edu/doi/10.1086/155109

    ResponderExcluir